21, nov

2017


Postado Por:


Compartilhe:

Motivação – E Gratidão


Por Robert Tamasy

Quando foi a última vez em que você ouviu uma palestra motivacional? Como você reagiu a ela? Ela o encheu de entusiasmo e inspiração? Você ficou cheio de adrenalina, pronto para assumir o mundo?

Anos atrás fui convidado para comparecer a uma reunião de vendas multinível onde homens e mulheres subiram ao palco falando entusiasticamente sobre o seu produto e declarando o quanto tinham se tornado bem-sucedidos. Olhando em volta do recinto, vi muitos dos presentes serem incendiados. Eles ficaram tão entusiasmados que acho que alguns nem precisaram das portas para sair – eles pareciam prontos a atravessar as paredes.

Eu não era um deles, mas pude entender sua reação. As histórias que eles ouviram soavam convincentes e muito motivadoras. O problema é que esse tipo de motivação raramente perdura. Os picos emocionais que produzem desaparecem rapidamente quando as pessoas retornam para o “vale” do seu ambiente de trabalho diário e seus desafios.

Sendo assim, como podemos então encontrar a motivação que precisamos não apenas para estabelecer e iniciar a busca para atingir objetivos dignos, mas também para sustentar o esforço, perseverando diante dos obstáculos, reveses e desânimo? A triste realidade é que muitas pessoas têm a capacidade de começar bem, seja embarcando em uma nova carreira, iniciando um negócio ou assumindo níveis mais elevados de responsabilidade e autoridade. Porém, relativamente poucos são capazes de permanecerem firmes até tornar realidade seus elevados objetivos. Onde podemos encontrar a tão necessária motivação?

Em breve, americanos e pessoas em algumas outras partes do mundo estarão observando a celebração anual do Dia de Ação de Graças. Eu sugeriria, pelo menos para aqueles que professam ser seguidores de Jesus Cristo, que parte da nossa motivação deveria vir da gratidão. Gratidão pelo amor de Deus, por aquilo que Ele tem feito por nós e pelo privilégio de sermos participantes da obra que Ele está fazendo em todo o mundo.

Aqui estão algumas das fontes de grata motivação que encontramos registradas na Bíblia:

Motivado pela gratidão pelo amor de Deus. As Escrituras ensinam que fomos escolhidos para nos tornarmos membros da eterna família de Deus por Seu incondicional amor. Ela também diz que o Espírito de Jesus Cristo vive em cada crente, capacitando-nos a amar os outros assim como Ele nos tem amado. Como o apóstolo Paulo escreveu, “Pois o amor de Cristo nos constrange…” (II Coríntios 5:14).

Motivados por sermos gratos pelo chamado de Deus. Uma das mais extraordinárias declarações da Bíblia diz que Deus quer que sirvamos como “…instrumentos de justiça.” (Romanos 6:13) – pessoas que Ele usa para demonstrar e expressar Suas verdades. “Portanto, somos embaixadores de Cristo, como se Deus estivesse fazendo o Seu apelo por nosso intermédio. Por amor a Cristo lhes suplicamos: Reconciliem-se com Deus.” (II Coríntios 5:20).

Motivados para compartilhar com outros. Uma vez compreendendo o que Deus fez por nós e aquilo que um relacionamento genuíno com Ele oferece, deveríamos estar motivados para compartilhar o que a Bíblia chama de “as boas novas de Jesus Cristo” com outras pessoas. “Se enlouquecemos, é por amor a Deus; se conservamos o juízo, é por amor a vocês… porque estamos convencidos de que Um morreu por todos; logo, todos morreram. E Ele morreu por todos para que aqueles que vivem já não vivam mais para si mesmos, mas para Aquele que por eles morreu e ressuscitou.” (II Coríntios 5:13-15).

Próxima semana tem mais!


Topo