Evangelização

Evangelização


Oração

A base de atuação de nosso ministério é a ORAÇÃO. Entendemos que o processo de evangelização começa quando falamos com Deus sobre alguém e não, necessariamente, quando falamos com alguém sobre Deus. O Espírito Santo de Deus é que gerencia todo processo de evangelização. Assim, precisamos DELE o tempo todo e em todo tempo. “Sem Mim, nada podeis fazer”, disse Jesus (João 15:5). O que podemos fazer, portanto, é ORAR.
Nossos membros carregam em suas carteiras, um cartão intitulado 10 MAIS PROCURADOS, com nomes de pessoas pelas quais oram diariamente a Deus, para que Ele os use, para levá-los a Jesus.

Evangelização

Evangelizar não é apenas pregar o Evangelho a alguém, mas sim tomar uma iniciativa de ajudar alguém a dar um passo em direção a Deus. É uma aventura prazerosa e gratificante, ao nos tornarmos participantes do projeto de Deus de resgate de vidas para a eternidade com Deus.
Assim, procuramos estabelecer pontes, através de pontos de contato, quebrando barreiras na busca de um relacionamento de amizade, através da qual nossa vida e nossa experiência pessoal com Deus falam mais alto que nossas palavras.
Algumas ferramentas específicas são usadas nesse processo, como “Primeiros Passos” e “A Razão Por Que”. A forma será conduzida livremente, segundo orientação do Espírito Santo e inspiração pessoal. Têem sido usados com eficácia o Café da Manhã, Almoços e Jantares de Amizade, “Happy-hours”, Churrascos, entre outros.

Discipulado

A ordem de Jesus foi “Ide e fazei discípulos…” (Mateus 28:19-20). Fazer discípulos tem sido o nosso “core business”, nossa MISSÃO. Para isso evangelizamos.
Ao desejar aceitar Jesus Cristo para uma nova vida, a pessoa inicia um processo de discipulado, que denominamos “Operação Timóteo”. O nome vem da recomendação de Paulo a Timóteo na 2ª Carta, 2.2. O princípio é que todo “Paulo” (discipulador) tenha um “Timóteo” (discípulo).
A “Operação Timóteo” consta de 2 volumes, cada um com 6 capítulos, o novo “Timóteo” estará aprendendo sobre as bases de sua fé em Deus e sobre a vida cristã, com base na Bíblia, em encontros, de preferência semanais, e em local da melhor conveniência de ambos.

Multiplicação

Concluída a “Operação Timóteo”, ou até mesmo durante o seu curso, o novo discípulo é desafiado e estimulado a torna-se um discipulador — um “Paulo”: orando por seus 10 MAIS PROCURADOS, levando-os a Jesus e fazendo a Operação Timóteo com eles. É a multiplicação espiritual.


Topo